Vamos despertar o Leão Africano.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Prosperidade e um novo tempo



Pr. Humberto Albuquerque
Pastor da Igreja Verbo da Vida na Zona Norte, Recife, PE

O projeto de Deus para o homem é para que ele seja bem sucedido. Ele enviou Jesus para morrer gratuitamente em nosso lugar e nos trazer de volta para o Éden, nas mesmas condições do jardim, na posição de Justiça de Deus.
Justiça não aumenta nem diminui. Justiça é um estado, com efeito, e com fruto. O efeito de justiça é paz e prosperidade e o seu fruto é repouso e segurança.
A obediência à Palavra traz provisão. Se obedecermos seremos bem sucedidos. Atingir o alvo está intimamente ligado a seguir o que a Bíblia diz.
Prosperidade não é ter, é ser. O homem próspero é aquele que tem a benção e que está no controle de todas as situações da sua vida, com ou sem dinheiro. Papel se acaba, a benção de Deus não!
Deus deseja abençoar suas finanças para que você faça propaganda dos céus aqui na terra àqueles que necessitam conhecê-lO e a vida que Ele oferece.
O dinheiro não muda você. O dinheiro mostra quem você sempre foi!
Use o que está por dentro de você para mudar o que está por fora.
O único propósito das finanças em nossas mãos é para promover o reino.
Quatro chaves para o homem prosperar no corpo, na alma, no espírito, em seus relacionamentos e em suas finanças:

1ª Mudança de mentalidade: renovação da mente

Não conseguimos parar de pensar, mas podemos administrar o que pensamos.
O remédio para desenvolver uma mentalidade próspera é a seleção do que você vê e do que você ouve.
A falta de uma mente renovada paralisa o homem. Não desfrute do direito de liberdade, pense aquilo que Deus deseja: tenha o pensamento cativo na Palavra.
A atmosfera que você se submete determina o que você vai falar, produzir e agir. Podemos estar cercados de um ambiente de excelência, mas, para isso, deve-se começar pelas pequenas coisas, afastando a mentalidade da miséria.
Devemos buscar, em primeiro lugar, o reino de Deus e seremos supridos em todas as coisas.
Contentamento não é conformação. Contente-se onde está, mas não se conforme. Tenha visão para o melhor, agradeça pelo que está pela frente.
Tudo o que precisamos é a visão. A visão traz a provisão.
A multiplicação do azeite começa quando você desemborca as panelas: muda a sua mentalidade e expande a sua visão.
Quando eu vejo a fonte (Deus), tenho a expectativa certa: nada vai faltar!

2ª Diligência

Aquele que é diligente dominará. Faz menos e o resultado é maior.
Diligência te faz ficar por cima, por meio da unção e da Palavra, independente da sua cultura, conhecimento ou nível social. Diligência traz autoridade para dominar, governar toda e qualquer situação.
Não basta ouvir e acreditar na Palavra. É necessário permanecer nela diligentemente. Sou diligente quando persevero na Palavra de Deus. Diligência não é insistir, pois a insistência é com as minhas próprias forças. Perseverar é pela fé e por isso a perseverança faz parte da diligência.
Ser diligente também é saber escutar a estratégia correta de Deus. É ter certeza de que o que estou fazendo é plano de Deus para mim.
Algumas vezes, Deus disciplina as pessoas promovendo-as. Disciplinar é alinhar você com o que é certo.

3ª Ousadia: reconhecer que Deus tem muito mais do que pensamos

Ousadia não é presunção nem orgulho próprio. Ousadia é não tirar o pé da vontade de Deus para sua vida: o que você é, o que você tem e o que você pode.
Simplicidade não é ausência de poder.
Seja ousado. A timidez bloqueia a tua fé.
Não corra contra seu gigante de boca fechada. Comece a declarar a Palavra e o medo irá embora.
O medo opera quando tiramos os olhos de Jesus. Deixe de olhar o gigante, olhe para o que é bom, para a Palavra, todos os dias.

4ª Reconhecer a Lei da Semeadura
Devemos buscar, em primeiro lugar, o reino de Deus e seremos supridos em todas as coisas.
O reino de Deus é assim: eu tenho que lançar uma semente.
A semente é a palavra. Se quero paz declaro paz. Se quero alegria declaro alegria.
quando Deus formou o homem Ele lhe deu duas dádivas: autoridade (domínio) e sementes (plantar e colher).
Quando você ora pelos que te perseguem e os ama, quem disse que eles irão mudar? Mas, importa o que Deus vai te dar porque você plantou o amor.
O que resolve a sua vida não é a sua colheita, é a tua semente.

2 comentários:

Pastor Afonso disse...

Palavra muito abençoada. Alexandre, que Deus o abençoe ricamente por disponibiliza-la para nós

Gleyson Mendes disse...

muito bom esse tema,que o senhor continuem abençoando este blog,sou amigo de blog de irmão Clenio Daniel.

Vamos fazer um acordo ?
vc mim segue e eu sigo seu blog? vc vai gosta dos temas abordados.
Obrigado!
Deus o abençõe nossos blog...
http://gleysonsantana.blogspot.com/